Informação para os estudantes do ensino superior aprovados em universidades húngaras para o ano letivo 2020/2021

 

Atenção!

 

Devido à COVID-19 (mais informações: https://saopaulo.mfa.gov.hu/page/cidadaos-brasileiros) não foi decidido ainda se os estudantes do ensino superior iniciarão os seus estudos em setembro de 2020 presencialmente na Hungria ou on-line. Favor contatar diretamente as universidades!

Favor notar que o Consulado-Geral da Hungria em São Paulo não tem informação sobre os prazos dessas decisões!

Recomendamos NÃO adquirir as passagens antes da confirmação do ensino presencial.

Informamos que os estudantes brasileiros não precisam pedir o visto de permanência antes de viajar para a Hungria. O pedido da permissão de residência (residence permit) pode ser feito diretamente na Hungria junto ao escritório regional do Diretório-Geral de Estrangeiros e Fronteiras (OIF):

http://www.bmbah.hu/index.php?lang=en

Isso significa que não é necessário dar entrada num pedido de visto de permanência (visto tipo D) pessoalmente e com antecedência na Embaixada da Hungria em Brasília ou no Consulado-Geral da Hungria em São Paulo.

Nos casos de ensino presencial, para facilitar a entrada dos estudantes aprovados na Área Schengen, o Consulado pode emitir uma carta em inglês informando as condições legais supracitadas. Isso será feito mediante a solicitação pelo email no endereço consulate.sao@mfa.gov.hu contendo os seguintes anexos:

  • confirmação por parte da universidade húngara de que esta realizará ensino presencial;
  • digitalização da página principal do passaporte brasileiro;
  • carta da aceite da instituição educacional nominal ao aluno contendo todos os detalhes e a duração do curso;
  • declaração da instituição educacional atestando isenção ou pagamento já realizado das taxas escolares;
  • reserva aérea;
  • cópia de seguro-saúde ou seguro-viagem cobrindo pelo menos 30.000 euros para o período de viagem mais a primeira semana de estudos na Hungria.

(Máximo 5 MB por mensagem!)

Em caso de ensino presencial, antes de viagem os estudantes também deverão pedir a assistência às universidades referente à admissão excepcional na Hungria, uma vez que por enquanto não é permitido o ingresso de cidadãos brasileiros, inclusive no caso daqueles possuindo vistos ou permissões de residência (mais informações: https://saopaulo.mfa.gov.hu/page/cidadaos-brasileiros). Caso as universidades não a forneçam, favor proceder conforme as instruções em nossa página!

Atenção! Informamos que devido à COVID-19 as companhias aéreas também podem exigir atestados médicos adicionais e/ou um teste negativo recente de COVID-19. Favor se informar diretamente com as companhias aéreas!

Após a chegada à Hungria, os estudantes deverão comparecer ao escritório regional do Direitório-Geral de Estrangeiros e Fronteiras (OIF) para dar entrada no pedido da permissão de residência (o prazo para dar entrada é de 90 dias a partir da chegada à Área Schengen).

Para mais informações, favor acessar:
http://www.bmbah.hu/index.php?option=com_k2&view=item&layout=item&id=70&Itemid=824&lang=en

Sugerimos agendar o atendimento para o pedido da permissão de residência com antecedência pela Internet:
http://www.bmbah.hu/index.php?option=com_osservicesbooking&view=default&field_id=16&lang=en

Depois de receber a permissão de residência, os portadores poderão fazer viagens de curta duração (inferior a 90 dias) para outros países da Área Schengen sem necessidade de visto ou de outra autorização.